sexta-feira, 14 de maio de 2010

Tatuagens...

Brian Head Welch - ex Korn

"Não julgueis pela aparência, mas pela reta justiça." João 7:24

Acredito que cada um é responsável por suas atitudes. Sua aparência não muda quem você é perante a sociedade, muito menos perante Deus. Sua aparência PODE mudar o que as pessoas pensam sobre você, não o que você realmente é. Seu caráter não está ligado à sua aparência. Rotular uma "suposta" forma de se vestir não pode interferir na sua forma de agir.

Várias igrejas condenam tatuagem, piercing, roupas tais ou tais...porém faz sentido, para que seus membros se identifiquem uns com os outros. Mas não seria essa uma forma de discriminação para com o resto da sociedade? Nosso dever é aparentar ser um cristão ou ser tal? (e lembrando também...de onde se tirou um padrão que determinasse como um cristão deve se vestir?...não me lembro de Cristo ter dito em seus sermões que deveríamos seguir padrões impostos pela sociedade...já que ele mesmo os contestava.) Como igreja não deveríamos aceitar a todos?

Não questiono costume de nenhuma igreja, até porque não tenho nenhuma tatuagem. Mas, na minha humilde opinião, corpo tatuado pode ser uma forma de expressão artística. E porque não seria? Você não acha bonito? "Gosto" não se deve discutir.

Como seres sociais, temos direitos e deveres. Entre os deveres temos que respeitar a opinião do próximo, já que a nossa constituição garante liberdade de opinião e imprensa, etc.

Se você deixa claro pra todos quem você é, e não sendo hipócrita pratica verdadeiramente obras semelhantes as de Jesus, aí está um cristão verdadeiro.

A Bíblia é clara "Não julgueis para que não sejais julgados".
Se me lembro bem uma mulher foi pega em flagrante de adultério e como ordena a Lei(velho Testamento) tal ato é passível de morte por apedrejamento. Os escribas e os fariseus levaram essa mulher onde estava Jesus, no monte das oliveiras. O fato foi explicado, flagrante...morte. E com toda sabedoria e conhecimento da intenção daquelas pessoas Jesus se curvou. Escreveu com o dedo no chão por alguns instantes. Se levantou e disse: "Aquele que dentre vós nao tem pecado, que atire a primeira pedra." E creio eu que já saibam o que aconteceu em seguida.

Não somos nós os detentores do poder de acusação(esse vindo de satanás), e nem o de julgamento(esse vindo de Deus). Como CORPO de Cristo devemos nos unir independente da aparência do nosso irmão. Os nossos olhos têm funções totalmente diferentes da função exercida pelos pés. Porém a falta de qualquer um desses membros prejudicará de alguma forma o funcionamento do organismo. Cada integrante do corpo de Cristo tem uma função, uma missão diferente e pra cada ministério existe uma aparente adaptação do ser humano ao meio em que vive. Paulo dizia que ao se fazer de louco tinha a oportunidade de pregar para loucos. Quem sabe esses loucos tatuados e cheios de brincos não são os loucos que resgatam perdidos?? Ou então, tente você, com seu discurso tradicionalmente cristão com seu terno e sua gravata, pregar para os perdidos do mundo underground.

Deve-se tomar muito cuidado quanto a aparência? Sim, concordo plenamente. Mas se por um acaso você fizer uma tatoo, você não perde a ligação com o Pai. Somente o pecado nos afasta de Deus. Em nenhuma passagem da Bíblia a marcação no corpo é considerado pecado. E deve-se levar em conta que somos CRISTÃOS e que muitas tradições citadas na Bíblia são de origem judaica(origem cultural) e que não estão inseridas no nosso contexto atual.

Espero que tenham me compreendido.
Abraço, fiquem na paz, muita saúde e rock'n roll....

Por: Guilherme H. Silva.

3 comentários:

Davi Outer Heaven disse...

Cara muito bom. Concordo plenamente, vc foi no ponto exato!
Deus abençoe sua vida!
Me adiciona no orkut: bigboss.outerheaven@hotmail.com

Davi Outer Heaven disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
sei lá disse...

Muito bom seu argumento, e digo mais, você pode sim evangelizar através da arte, basta ser voltada a Deus e levar o pensamento a Ele.
"A ELE todo louvor e gloria"
e porque não louva-lo com o dom da arte?